Site pioneiro no resgate da memória lagartense

Lagarto, 13-12-2017

Origem e Aniversário da Lira Popular

Emerson Carvalho, 4 de abril de 2011

No dia 29 de junho, a Associação Musical Filarmônica Lira Popular de Lagarto completou 87 anos de existência. Uma longa trajetória de alegria para crianças, adolescentes e turma da velha-guarda, saudosistas da nossa comunidade. A primeira Banda, denominada Eutérpio Lagartense, surgiu em 1885, sob o comando do promotor público e maestro Hipólito Emílio dos Santos, que trouxe entusiasmo à pequena comunidade lagartense até 1917. Mas foi no dia 29 de junho de 1921, data de São Pedro (dileto apóstolo de Jesus Cristo), que um abnegado chefe político e pecuarista da época, o Cel. Acrísio d’Avila Garcez, fundou a Lira Popular de Lagarto, que teve como primeiro maestro, o tabelião João Ferreira do Espírito Santo. De lá até os nossos dias, vários foram os regentes (16) e músicos que passaram como colaboradores da Lira. Alguns já faleceram; outros continuam vivos, inativos, porém, contribuindo e estimulando os músicos mais novos. Atualmente, o maestro é o Prof. Aldo Sérgio Lima Silva, que prepara uma nova turma para, em breves dias, estar garbosamente a desfilar nas principais ruas da cidade. Cumprimentos a todos os que fazem a diretoria e o corpo musical da Lira por esta efeméride tão importante na vida de uma comunidade e que Deus os ilumine com a Sua graça, pois é um dos raros patrimônios artísticos e culturais ainda existentes em nosso município.

Diretoria Atual da Lira Popular
De acordo com os estatutos, houve eleição em junho de 2008.
Chapa vencedora: Nelson José dos Santos (presidente), José Correa Sobrinho (vice), Antônio Valfredo Bezerra (secretário), José Messias de Santana – Zé de Manu (tesoureiro). No Conselho Fiscal: Anísio José de Almeida, José Wellington de Menezes (Leleu) e Maria Piedade Fontes Barbosa. Os Suplentes: Joaquim Prata Souza, Emerson da Silva Carvalho e Agnaldo Libório de Carvalho.

A Lira Popular de 1940 (acervo do autor)

Para reverenciar e contemplar a cultura municipal da nossa terra, o jornal A Voz de Lagarto, de 16 de fevereiro de 1965, registrou na 3ª página uma homenagem de forma singela, mas com profunda intenção de sinceridade, publicando esta foto que comprova as pessoas e nomes que construíram e fizeram enorme espaço na história da Lira Popular de Lagarto, no ano de 1940, e da música erudita e popular em terras do Lagarto. Vale lembrar as pessoas que figuram nesta foto. Na 1ª fila, de pé, da esquerda para direita: João Maleiro, Josino Almeida, Guaxinim, Leopoldo, Manoel, Antônio Xisto, Siqueira e Maestro Bedóia; na 2ª fila: Zé Pequeno, Hemetério, Valdemar, Zé Vieira Filho, Zeca de Totonho, Joca e Zé Antônio; na 3ª fila: Temístocles, Zezé de Condola, Agenor Viana, 3 músicos desconhecidos, Gervásio, Zé de Josino e José Rosa; na 4ª fila: Gervásio, João Xisto, Manu, Adalberto. Outros nomes, que não estão nesta foto, também contribuíram para a fundação e existência da nossa Lira Popular.

Comentários:

Uma resposta para “Emerson Carvalho”

  1. Vauberio Oliveira Cézar disse:

    Amigo Emerson:
    Convém ressaltar que o periódico JORNAL”O TORTO” era o pasquim da época, com muitas sátiras e “estórias” que divertiam o público leitor. Foi fundado por mim, quando tinha 26 anos. Grato, amigo Emerson Carvalho, pela lembrança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *