Site pioneiro no resgate da memória lagartense

Lagarto, 16-11-2018

Novo projeto de Lino Corrêa – Documentário “Cais do Valongo, Sangra da Terra”

Lino Corrêa, 30 de agosto de 2011

Texto postado no “Jornal Cultura Viva”, por Edson Soares

Com direção do cineasta Wavá de Carvalho, o documentário “Cais do Valongo, Sangra da Terra” promete ser um dos marcos de resgate da nossa real história de miscigenação racial e trazendo para as telas explicações muito diferenciadas.

No Rio de Janeiro, foram encontradas, em pleno séc. XXI, as ruínas de duas construções históricas: o Cais da Imperatriz, construído para receber Teresa Cristina, que veio para casar-se com Dom Pedro II e o Cais do Valongo, considerado o maior porto de escravos das Américas do séc. XVIII.

As redescobertas foram achadas durante as obras de drenagem da zona portuária do Rio de Janeiro, que faz parte do projeto Porto Maravilha. O Cais da Imperatriz foi construído sobre o Cais do Valongo para maquiar os vestígios da escravidão. A opção de narrar essa redescoberta foi de forma artística, com dramatização de atores. A nossa proposta é entrevistar personalidades afro-descendentes e acadêmicos que tenham como temática a escravidão.

Todas as entrevistas serão abordadas de forma informal, buscando extrair dos entrevistados, além dos fatos históricos, uma visão sensorial/intuitiva sobre a memória do período escravocrata do século XVIII .O Cais do Valongo, o Cemitério dos Pretos Novos e a Pedra do Sal são os pontos escolhidos como abordagem geral.

Além da direção de Wavá de Carvalho, o documentário ainda conta com a Programação Visual de Cláudio Mello. Vários ilustres entrevistados serão um referencial enriquecedor desse mergulho na nossa raiz cultural. No elenco de atores, estão: Lino Corrêa, Carolina Rodrigues, Gabriel Beck, Djaneth Idalice, William Guimarães, Italo William, Demerson Alvaro, entre outros.

Confira o vídeo no link: http://www.youtube.com/watch?v=jcntaUJkNSY

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *