Site pioneiro no resgate da memória lagartense

Lagarto, 05-12-2020

Morre o ilustre lagartense Dr. Joaquim Prata Souza

22 de julho de 2014

A Academia Lagartense de Letras acordou triste com a morte de Dr. JOAQUIM PRATA SOUZA, seu vice-presidente, titular da Cadeira nº 3, ocorrida na madrugada de terça-feira (22/07). Joaquim deixa sua esposa (Prof.ª Angela), três filhos (Carolina, Rita e Thiago) e familiares. Deixa, ainda, uma legião de amigos que tão bem soube cultivar, além de uma saudade imensa entre os lagartenses.

Joaquim foi um dos fundadores do Portal Lagartonet, ao lado de Antônio Rocha, Euler Ferreira e Rusel Barroso, onde nos presenteou com textos admiráveis, que agora serão publicados no livro Ecos de Lagarto e de sua gente, a ser lançado no mês de outubro. Uma trabalho que conta com a organização dos confrades Deijaniro Jonas, Euler Ferreira e Rusel Barroso, além da participação dos demais membros da Academia Lagartense de Letras, a exemplo do seu presidente, Dr. Paulo Andrade Prata.

Nascido em 25 de agosto de 1947, filho de João Correa de Souza e Maria Soares Prata de Souza, criou-se em Lagarto, onde iniciou as suas primeiras letras na Escola Nossa Senhora da Salete da professora Eremita Araújo dos Santos, daí, transferiu-se para a Escola de Flora Pondé. Concluiu o curso primário na Escola Imaculada Conceição, tendo como professora Dona Emetéria. Após o preparatório para o Exame de Admissão ao ginásio, iniciou e concluiu o seu curso ginasial no Colégio Laudelino Freire. Deu continuidade aos seus estudos na cidade de Aracaju, no Colégio Jackson de Figueiredo, para depois transferir-se ao Colégio Dom José Tomaz, onde fez o curso de Contabilidade, com rápida passagem pelo Colégio Atheneu Sergipense, no antigo curso Clássico, não concluído.

Em 1972, ingressou na Faculdade de Direito da Universidade Federal de Sergipe, vindo a bacharelar-se no segundo semestre de 1977.

Exerceu sua atividade de advogado na Comarca de Lagarto, vindo a seguir carreira de Defensor Público, primeiramente na aludida cidade e, mais tarde, em Comarcas de Simão Dias e Poço Verde, donde, anos depois, retornou à primeira Comarca como titular da 1ª Vara Cível.

Como advogado, foi o primeiro presidente da Subseccional da Região Centro-Sul do Estado, sendo empossado pelo então presidente Nacional, Márcio Thomaz Bastos, e com a presença do presidente seccional de Sergipe, Silvério Leite Fontes.

Atualmente, encontra-se no exercício do cargo de diretor da Subregional Centro-Sul da Ordem dos Advogados do Brasil/SE.

Como professor, iniciou o seu magistério em 1971, ministrando as disciplinas de História do Brasil, mais tarde OSPB e Direito e Legislação, além da matéria História Econômica e Administrativa do Brasil Colonial, no então Colégio Cenecista Laudelino Freire. Em 1980, após curso preparatório, desempenhou atividade de professor no Colégio Abelardo Romero Dantas, ensinando as disciplinas de História Geral, OSPB e Direito e Legislação, esta última em cursos profissionalizantes. Em 2002, aposentou-se como professor da rede estadual de ensino. Ainda no campo da educação, juntamente ao Dr. Paulo Andrade Prata, Dr. Divaldo Santos Andrade e Iran Batista de Santana, participou da fundação do ILAC- Instituto Lagartense de Cultura, que prestou grandes serviços à comunidade.

No campo da cultura, participou da fundação da ASCLA, bem como da Arcádia Lagartense, atualmente extintas.

Na vida pública, assumiu o cargo de diretor de turismo da cidade de Lagarto na gestão do prefeito José Vieira Filho, função de que se afastou para exercer seu ofício de advogado; na vida social, foi presidente do Rotary Club de Lagarto.

Escrevia para o Memorial Lagarto On-line desde sua fundação. Entre suas publicações merecem destaque: O incêndio (2008), Ressurreição e morte (2009), Lembranças (2010), O sócio (2011), O lobisomem das cacimbas (2013), entre outros contos que farão parte da Coletânea Lagartonet e do livro Ecos de Lagarto e de sua gente (ambos no prelo).

Comentários:

5 respostas para “Morre o ilustre lagartense Dr. Joaquim Prata Souza”

  1. Paulo Ferreira disse:

    Dinâmico como sempre foi, humanista e carismático,deixou nosso convívio imortalizado na sua rápida missão, neste plano vibracional. Que nossos irmãos espirituais alegremente o acolham com o reconhecimento de seus méritos, nessa nova vida que agora inicia.

  2. Vauberio O. Cézar disse:

    Não tenho palavras para externar todo o meu pesar pela morte do meu amigo e compadre Joaquim. Que Deus o coloque ao seu lado na eternidade. Saudades imensas, meu compadre.

  3. José Augusto Viana disse:

    Um precioso – agora saudoso – amigo de infância! Apesar da distância – no tempo e no espaço – as lembranças, que sempre me emocionaram, agora são muito mais presentes e bastante dolorosas …
    Nunca o esquecerei!
    (Gusto(inho)

  4. José Leôncio Nogueira Junior disse:

    Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim ainda que morto viverá. E todo aquele que vive e crê em mim, jamais morrerá. – João 11:25-26
    Aqueles quem amamos nunca morrem, apenas partem antes de nós.
    Nossos sentimentos a todos os familiares de nosso ilustre cidadão lagartense, Dr. Joaquim Prata Souza.
    Leôncio, Cristiane, Caroline e Tamires.

  5. Milton Santos Oliveira disse:

    É com muita tristeza que recebo a notícia da morte do ilustre advogado, professor, colunista, pesquisador e defensor público Dr. JOAQUIM PRATA. Fomos contemporâneos na docência do Colégio Cenecista Laudelino Freire, nos anos de 1980. Também fomos vizinhos na Rua Dr. Laudelino Freire, em Lagarto (SE). Um homem íntegro, amigo, sincero, educado, às vezes irreverente, brincalhão. Guardo boas lembranças quando éramos professores no Colégio Laudelino Freire. Descanse em paz, companheiro. Nossa solidariedade aos familiares de Dr. Joaquim, em especial à viúva Profª Ângela, aos filhos Carol, Rita e Thiago e aos demais parentes e amigos.
    Seus amigos MILTON, IEDA, ALINE e RÔMULO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *