Site pioneiro no resgate da memória lagartense

Lagarto, 26-09-2017

Política

O monsenhor João Batista de Carvalho Daltro foi quem primeiro governou a Vila do Lagarto, de 1890 até 1893, época em que foram edificados o Paço Municipal, o Hospital Nossa Senhora da Conceição, os Barracões da Feira (espaço da atual Praça Dr. Filomeno Hora), o Lazareto (nas terras do Pe. Pacheco), o Leprosário (no lugar denominado Matinha), as torres da Matriz (revestidas de fragmentos de porcelana) e o Cemitério Senhor do Bonfim (ainda ativado); abriu o Tanque Grande (entulhado, anos depois) onde hoje está localizada a Praça da Madeira. Ao término de sua administração, foi empossado o primeiro político de Lagarto: José Cirilo de Cerqueira, eleito com o apoio do então governador Felisbelo Freire, permanecendo até 1897.

Administração Municipal

NomesPeríodosFunção
João Batista de Carvalho Daltro1890-1893Camareiro
José Cirilo de Cerqueira1893-1897Intendente
Sebastião d’Ávila Garcez1897-1902Intendente
Filinto Martins Fontes1902-1906Intendente
José Cirilo de Cerqueira1906-1910Intendente
Gonçalo Rodrigues da Costa1910-1912Intendente
Felipe Jaime Santiago1912-1913Intendente
Antonio Oliva1913-1917Intendente
Joaquim da Silveira Dantas1917-1921Intendente
Joaquim de Carvalho Leó1921-1925Intendente
Acrízio d’Ávila Garcez1926-1930Intendente
Porfírio Martins de Menezes1930-1934Intendente
Rozendo Barreto Machado1934-1938Intendente
Artur Gomes1938-1940Interventor
Armando Feitosa1941-1942Interventor
José Marcelino Prata1942-1943Interventor
Aldemar Francisco de Carvalho1943-1943Interventor
Manoel Emílio de Carvalho1943-1946Interventor
José da Silveira Lins1946-1950Prefeito
Alfredo Batista Prata1951-1955Prefeito
Dionízio de Araújo Machado1958-1962Prefeito
Antônio Martins de Menezes1962-1966Prefeito
Rozendo Ribeiro Filho1966-1970Prefeito
Dionízio de Araújo Machado1970-1974Prefeito
José Ribeiro de Souza1970-1972Prefeito
João Almeida Rocha1972-1976Prefeito
José Vieira Filho1976-1982Prefeito
José Vicente de Carvalho1982-1983Prefeito
Arthur de Oliveira Reis1983-1989Prefeito
José Rodrigues dos Santos1989-1992Prefeito
José Raymundo Ribeiro1993-1996Prefeito
Jerônimo de Oliveira Reis1997-2002Prefeito
José Rodrigues dos Santos2002-2008Prefeito
José Valmir Monteiro2009-2012Prefeito
José Willame de Fraga2013-Prefeito

Aspectos Gerais

Aspectos físicos
Área – 970 km²
Altitude – 160 metros
Distância da capital – 78 km
Maiores povoados – Colônia Treze, Jenipapo, Brasília e Olhos d’Água.
Rios principais – Vaza Barris, Quirino, Piauí, Machado e Jacaré.
Ponto culminante: Serra dos Oiteiros – 500m

Limita-se: ao norte, por Macambira, São Domingos e Campo do Brito; ao sul, por Boquim e Riachão do Dantas; a leste, por Itaporanga d’Ajuda e Salgado; a oeste, por Simão Dias.

Aspectos demográficos
População – Mais de 100.000 habitantes
Densidade – Cerca de 100 residentes por quilômetro quadrado.

Aspectos culturais
Unidades escolares de educação básica e superior, biblioteca pública, centro cultural (desativado), escolas de línguas, unidade de aprendizagem profissional, espaços culturais, escolas de informática, emissoras de rádio, jornais, livrarias, gráficas, vídeo-locadoras…

Aspectos urbanos
Ruas, praças, avenidas, largos, jardins, parques, repartições públicas, fundações, órgãos de serviço militar e segurança pública, clubes sociais, clubes de serviço, hotéis, pousadas, lojas, lanchonetes, restaurantes, empresas…

Assistência médica
Hospitais, maternidades, clínicas e postos de saúde com dezenas de profissionais da área.

Calendário de eventos
Aniversário da Cidade e Lagarto Folia (abril), Forroreta (maio), Festejos Juninos e Concurso de Poesia Falada (junho), Vaquejada (agosto), Exposição-Feira de Animais, Desfile da Independência e Festa de “Nossa Senhora da Piedade” (setembro), Semana da Criança (outubro), Festejos Natalinos (dezembro), Madeireta (móvel)…

Principais produtos e riquezas naturais

  • Fumo, laranja, banana, mamão, mandioca, tangerina, maracujá, coco, amendoim, batata-doce, fava, feijão, milho, tomate…
  • Bovinos, equinos, galináceos, ovinos, suínos, caprinos, asininos, muares…
  • Argila, calcário, pedra, cristal de rocha, madeira para construção, lenha…

Religião
Predomina a Religião Católica com um número de fiéis bastante expressivo e que, na sede do município, contam com as seguintes Igrejas:

Igreja Matriz Nossa Senhora da Piedade, Igreja Nossa Senhora do Rosário, Igreja Nossa Senhora de Fátima, Igreja Nossa Senhora Aparecida, Igreja Santa Terezinha…

Os evangélicos contam com os Templos Batista, Presbiteriano, Adventista do Sétimo Dia, Assembléia de Deus, Testemunhas de Jeová, Igreja Universal do Reino de Deus, Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias…

Aspectos históricos
Duas versões conduzem ao nome do município: a existência de uma pedra em forma de lagarto; a existência de um brasão com a marca de um lacertílio, legado de um fidalgo português. Em 20 de abril de 1880, por Lei Provincial N.º 1.140, a Vila de Lagarto é elevada à categoria de cidade.

Sílvio Romero, Aníbal Freire da Fonseca, Laudelino Freire, Ranulpho Prata e Abelardo Romero são alguns dos filhos ilustres que “do Lagarto pequenino chegaram ao país inteiro”.

A Serra da Miaba, um dos lugares mais belos de Sergipe e que inspirou vários contos, entre eles “Tesouros da Miaba” (Acrísio Torres de Araújo), está localizada na divisa Lagarto – São Domingos.

O Hino, a Bandeira e o Brasão de Lagarto são de autoria do saudoso historiador Adalberto Fonseca.

Parafusos, Reisado, Lambe-sujo, Cangaceiros, Taieiras, Terno de Zabumba, Encomenda das Almas, Vaquejada, Forró e Folguedo de São Gonçalo representam algumas das nossas riquezas folclóricas.

Fontes:
Publicações avulsas do IBGE, Governo do Estado, Governo do Município e da OACI Idiomas.
Colaboradores: Adalberto Fonseca, Emerson Carvalho, Rusel Barroso e Valdiêr Cézar.

.