Site pioneiro no resgate da memória lagartense

Lagarto, 18-05-2021

Adaptações necessárias para tornar sua casa segura para idosos*

3 de abril de 2021

Algumas pequenas mudanças no lar tornam a vida de um idoso muito mais fácil

Conforme os anos passam, mais cuidados com a saúde são necessários. Nada mais normal do que isso. Para garantir a qualidade de vida, uma casa pode passar por algumas adaptações. Elas são importantes para tornar o local mais seguro e acessível para os idosos.

Mas qual é o tipo de ajuste que um lar precisa para ficar menos perigoso e mais simples para a rotina de alguém que está na melhor idade? Existem diversas alterações possíveis para resguardar o conforto, a felicidade e o bem-estar de um sênior. Confira conosco quais são as adaptações necessárias.

Capriche na iluminação

A idade vem e pode marcar o seu efeito em um dos sentidos mais essenciais: a visão. Os óculos se tornam uma necessidade conforme os anos passam e a vista pode ficar cansada. Então nada melhor do que começar pela substituição por luzes mais fortes e confortáveis para que se evite acidentes.

Retire todos os tapetes

Apesar de tapetes serem parte da decoração que muitas pessoas adoram, eles podem apresentar um risco para quem é um pouco mais velho. Quantas histórias sobre alguém tropeçando ou escorregando no tapete você já não ouviu? Sendo assim, é melhor guardá-lo para garantir a segurança.

O único tapete que pode ajudar o bem-estar de um idoso é o de borracha em pisos mais escorregadios.

Coloque barras de segurança

Quando se pensa em adaptação na casa, essa é uma das primeiras ideias. Isso porque são de grande ajuda para a qualidade de vida mesmo. Inclusive, existem casas em condomínio que já vêm com essa opção tão prática para a vida de um idoso!

E não ache que as barras de apoio ficam apenas nos banheiros. Elas precisam estar instaladas em diversos pontos estratégicos do lar, como: corredores, ao lado da cama, paredes em área de circulação, próximo ao vaso sanitário e no chuveiro.

Facilite o acesso aos interruptores

Interruptores escondidos podem trazer danos que você nem imagina. Às vezes, um móvel fica muito mais bonito na frente de um interruptor. Mas, por conta disso, por preguiça no dia a dia a pessoa deixa de acender a luz em alguns momentos.

Já visualizou o risco? Então sempre deixe o interruptor ao alcance para garantir que quedas ou tropeções indesejados não ocorram.

Espalhe poltronas e cadeiras

Segurança também tem a ver com o bem-estar e com evitar o cansaço. Ou seja, o ideal é que um idoso possa aproveitar todos os cômodos de uma casa sem precisar se esforçar demais. Poltronas e cadeiras espalhadas por todo o local ajudam com isso.

Organize os fios

Fios espalhados também são um risco para a segurança de uma pessoa mais velha. Tropeços e escorregões podem ser evitados com organizadores de fios e tomadas bem localizadas.

Retire os móveis do caminho

Acessibilidade precisa sempre estar em primeiro lugar. Então nada de corredores estreitos nas passagens dos cômodos e no dia a dia. O importante é manter o caminho sempre livre e fácil, dando facilidade para a pessoa se equilibrar.

Escolha móveis com pontas arredondadas

Outro ponto crucial na questão da segurança são as quinas dos móveis. Quedas indesejadas acontecem com muita frequência e são uma preocupação constante para os sêniores, infelizmente. Sendo assim, para não arriscar um acidente grave, escolher móveis de superfície mais arredondada podem evitar que isso ocorra.

Atenção aos degraus e escadas

Muitos degraus e escadas na rotina de um idoso podem ser inimigos de seu bem-estar. Tente manter tudo o que a pessoa da melhor idade precisa em sua rotina no mesmo piso. Caso as escadas sejam necessárias, a instalação de superfícies aderentes e de uma barra de apoio são fundamentais.

Viu quais adaptações que uma casa pode receber para tornar a vida de um idoso muito mais fácil? Sabe de mais pessoas que também possa se beneficiar dessas informações? Então não deixe de compartilhar esse texto com todos a quem possa interessar.

*Extraído do Portal da Família

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *